EQUÍVOCOS DOS CONCEITOS POLÍTICOS 

EQUÍVOCOS DOS CONCEITOS POLÍTICOS 

Amigos e amigas de Floripa

União Democrata Cristã (CDU), liberal; Partido Social Democrata da Alemanha (SPD), representa a social-democracia alemã e integra a Internacional Socialista.; Verdes (Partido Verde) defende questões ambientais; Partido Liberal Democrático (FDP) inspirado na tradição do liberalismo; A Esquerda tendências socialistas; O partido é fruto da fusão, em junho de 2007, de duas agremiações esquerdistas: o Partido do Socialismo Democrático; Alternativa para a Alemanha (AfD) combate a imigração e segurança interna; Nanicos (são vários inclusive o Partido Marxista-Leninista). Na Alemanha não há limites de partidos mas para alcançar o parlamento o partido precisa de pelo menos 5% dos votos.
União Democrata Cristã (CDU), liberal; Partido Social Democrata da Alemanha (SPD), representa a social-democracia alemã e integra a Internacional Socialista.; Verdes (Partido Verde) defende questões ambientais; Partido Liberal Democrático (FDP) inspirado na tradição do liberalismo; A Esquerda tendências socialistas; Alternativa para a Alemanha (AfD) combate a imigração e segurança interna; Nanicos (são vários inclusive o Partido Marxista-Leninista). Na Alemanha não há limites de partidos mas para alcançar o parlamento o partido precisa de pelo menos 5% dos votos. Os partidos inseridos são os que em setembro de 2017 ganharam cadeiras no Parlamento Alemão.

Há neste momento um fértil debate sobre o futuro do Brasil, mais precisamente, 2018. Intelectuais de vários matizes se esforçam para explicar o “antes”, as tendências do eleitorado brasileiro.

Há uma certa unanimidade de buscar nas ideologias a explicação do caótico quadro da política  sempre mencionando equivocadamente – extrema esquerda, esquerda, centro, direita e extrema direita.

Arrisco a dizer que nem seus próprios autores sabem o que isto significa. Eu por exemplo nunca soube o que é “direita” ou “esquerda”. Façamos uma reflexão sobre o que  aconteceu com as eleições na  Alemanha. Os 3 partidos que mais receberam votos UDC (democracia cristã 32,5%), a SPD (social democrata, 20%) e o AfD (anti imigração, anti islã, 13,5%) são correntes liberais, cuja gestão do País tem pontos de vistas diferentes. Sobre a AfD a imprensa manchetou “Pela primeira vez desde a segunda guerra a extrema direita chega ao poder” A AfD é tão liberal quanto as duas outras correntes apenas defende pontos de vistas diferenciados para tratar imigrantes.

Penso que usar estas palavras sem atribuir-lhes o significado, as interpretações ficam “no ar”, tornam-se incompreensíveis, ou então, de forma errada, o interlocutor faz a sua própria avaliação. Se a “extrema direita é tão ruim assim” devem pensar os eleitores brasileiros, tudo o que lembrar isso por aqui deve ser condenado. Este é o erro do uso inadequado dos rótulos. (AFD foi fundado por um grupo de professores universitários, são contra o euro, nacionalistas, não gostam da Alemanha despeja bilhões para os paises pobres como Grécia).

Vale ressaltar que “direita e esquerda” vem dos tempos da monarquia francesa quando o rei assumia seu posto nas Assembleias Gerais. Neste momento era comum os nobres e a Igreja ficarem do lado direito do monarca enquanto os “Estados Gerais” ou o terceiro estado, ficava à esquerda.  Mesmo após a revolução (1789/1799) nas Assembleias sem o Rei que havia sido decapitado, o costume continuou – os girondinos, o lado mais rico da população sentava-se do lado direito do chefe da Assembleia e os Jacobinos identificados com a pobreza, mais do lado esquerdo. Nasceu do costume,  dizer que a esquerda se identifica com os pobres e a direita com os ricos.

Sucede como se constata que não há teorias sobre Direita e Esquerda, há expressões bem mais significativas e amplas para explicar os movimentos sociais – o liberalismo e o socialismo. Ao se examinar as expressões toma-se um susto – há uma inversão, quem esta sempre do lado dos pobres são os liberais que defendem as liberdades coletivas e individuais enquanto o socialismo onde se implantou, só sobreviveu com ditaduras cruéis com total desrespeito à pessoa humana.

E 2018 como identificar um bom candidato? Seguramente o eleitor deve abandonar os conceitos esquerda ou direita,  que não significa nada e sim, qual a origem do partido que deseja votar, o que defende. Nos últimos 15 anos fomos governados por um partido socialista, o PT, embora transvestido de “capitalista de araque”. Parou todo o programa de desestatização, porque Estado Balofo é um postulado dos socialistas. Há pelo menos outros 9 partidos que pregam o socialismo (PT,PSB,PDT,PCdoB, PPS, PSOL,REDE, PCO, PSTU).  Dos 35 partidos registrados, 26 são liberais. Esta é a primeira condição de análise do eleitor, saber a ideologia dos partidos.

 

 

 


Dilvo Tirloni

Sou Administrador concluí meus estudos de ensino fundamental na cidade de Nova Trento. Os estudos de ensino Médio foram concluídos na cidade de Brusque, no Colégio São Luiz e Consul Carlos Renaux. Sou bacharel em  História pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Simultaneamente, cursei Administração na Escola Superior de Administração e Gerência (ESAG). Nesta escola fui contemplado com medalha pelos méritos acadêmicos vindo, então, a ser convidado para cursar o Pós Graduação, nível de mestrado, na Fundação Getulio Vargas, em São Paulo. Concluído o curso de pós-graduação ingressei como professor titular na UDESC/ESAG atuando na área de Administração Financeira e Mercado de Capitais.

Profissional

Professor primário, secundário e universitário. Técnico em Desenvolvimento Econômico do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), especialista em projetos de financiamentos e investimentos, executivo fundador do antigo CEAG/SC, hoje, SEBRAE, Consultor de atividades  empresariais. Presidente da Associação Comercial e Industrial de Florianópolis – ACIF entre 13/05/2005 a 13/05/2009 (4 anos com reeleição) e presidente do Conselheiro do Conselho Superior 2009/2011. Conselheiro do Sapiens Park, Conselheiro do Conselho Municipal do Meio Ambiente, Conselheiro do Conselho Municipal do Saneamento Básico.

Pensamento Político

A história nos ensinou que o melhor caminho para as sociedades é o Liberalismo (Locke) representado por um  conjunto de princípios  baseados na defesa da propriedade privada, liberdade econômica (mercado livre),  liberdade política (vários partidos), liberdade religiosa, mínima participação do Estado na economia mas forte na aplicação da lei, igualdade dos cidadãos perante a lei, livre manifestação do pensamento e expressão.

Publicações

Inúmeros artigos publicados nos jornais de Florianópolis. Coordenou e escreveu os seguintes livros: Prefeitura Municipal de Florianópolis 2004; Novo Modelo Institucional Água e Saneamento, 2006, SC2010, projeto sobre Governo Estadual, 2007; Reforma Tributária Nacional 2008; PMF2012 Reforma Administrativa da Prefeitura Municipal de Florianópolis. Bacias Hidrográficas de Florianópolis, 2008.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *