NÚCLEO DE ESCUNAS DE CANASVIEIRAS

28 de janeiro de 2012, Pier lotado de turistas demandando a Scuna

O Núcleo das escunas de Canasvieiras nasceu de um grupo idealistas de “barqueiros” abnegados contrariados com a “desordem comercial” reinante há alguns anos atrás. Não havia planejamento dos passeios, não havia disciplina marítima tanto nas saídas como nas chegadas, havia necessidade de investimentos para o píer, e, sobretudo, respeito aos moradores e turistas que demandavam pelos serviços.

Ponto de venda de bilhetes, localizado na Praia de Canasvieiras.

Assim surgiu o Núcleo das Escunas amparado pela Associação Comercial que emprestou apoio jurídico e operacional. Disto resultaram melhorias substanciais quer para os proprietários dos barcos como, notadamente, para os usuários dos serviços. Atualmente, os ingressos podem ser retirados em guichês do Núcleo, há horários, os serviços são fiscalizados e há segurança nos passeios.

O grande mentor desta iniciativa e até hoje frente aos destinos do Núcleo é o historiador Dílson Costa que tem formação acadêmica e é, também, proprietário de barco. Seu incansável trabalho vai desde a organização passando por ministrar cursos de Turismo com outras Entidades. As principais revindicações do Núcleo são uma política turística voltada ao segmento bem como revitalização do Píer de Canasvieiras e melhores condições de atracação em outros pontos dos roteiros.

Os principais roteiros partem do Píer da Praia de Canasvieiras, contornando a Fortaleza de Anhotomirim, passando por diversos pontos da Baia, parando em Restaurantes da Orla continental. São belíssimos roteiros que o morador e o turista ficam extasiados.

Acesso às escunas, segurança em primeiro lugar.

Esta entrada foi publicada em Canasvieiras, Canasvieiras, Canasvieiras, Cidade Planejada, Deu Certo, Mobilidade Urbana, Olho de Lince, Planejamento Urbano, Turismo. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas a NÚCLEO DE ESCUNAS DE CANASVIEIRAS

  1. Maicon disse:

    Um trapiche construído em areá publica.. com dinheiro publico.. e eu como morador a 12 anos em Florianópolis não posso usar pela manha e muito menos a atarde .. somente depois das 18:00 horas e olhe lah desde que não tenha nem uma escuna.

    Areá Particular em Areá publica.

    • dilvo disse:

      Maicon o trapiche é legal, tem lei regulamentando isso. Sou favorável a marinas em todo o litoral de nossa ilha. Tem estudos sobre isso, dá para fazer 20 marinas ou atracadouros, amplos, pemitindo não só as escunas e lanchas, como também os visitantes.É preciso avançar nas idéias, muita gente é contra isso. Esquecem que esses lugares geram riquezas, empregos e impostos.
      Forte abraço e obrigado por ter lido o blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>