Mês: maio 2012

QUESTÕES POLITICAS GREVE DOS MOTORISTAS


Postado por Moacir Pereira, às 7:52 Categorias: 1 Dilvo aponta as questões politicas da greve dos motoristas 28 de maio de 2012 10 Empresário Dilvo Tirloni retorna a esta blog com análise procedente e oportuna sobre a greve no transporte coletvo. Coloca o dedo na ferida. Confira sua mensagem:

TRANSPORTE COLETIVO CAPENGA


Os diagnósticos são conhecidos – o caótico trânsito urbano se constata, principalmente, nos horários de “picos” pelas manhãs na entrada da ponte Colombo Salles e à tarde, na saída pela ponte Pedro Ivo Campos.

ASSOCIATIVISMO E GESTAO PUBLICA


O associativismo esta vinculado à criação e gestão de associações que tem objetivos de filantropia, defesa de interesses de classes, são entidades que operam com voluntários em torno de uma causa ou ideias, não visam o lucro.

DISCURSO DOS 97 ANOS DA ACIF


  Prezados associados, Conselheiros, Diretores, senhor Prefeito, senhores e senhoras Prezados homenageados Temos tantas coisas para falar, mas me impuseram limites. Aniversário de pessoa física é sempre comemorado, são momentos felizes junto da família e amigos, sempre tem um jantar nos esperando e depois o tradicional “corte do bolo”.

CENTRALIDADES


Os arquitetos partem de uma referencia espacial, geográfica para definir o que seja “Centro da Cidade” um local denominado de marco zero, local onde tudo começou, a origem. Este centro esta ligado à história, a memória do urbano, do crescimento econômico, do aglomerado populacional. A cidade cresceu e se desenvolveu a partir deste centro. Os

HABITAÇÃO – VERTICALIZAR OU HORIZONTALIZAR


Segundo o IBGE, Florianópolis conta com aproximadamente 115 mil residências habitadas por 420 mil pessoas (2010). Segundo algumas projeções, dobraremos nossa população em 20 anos. Isto importa em construir mais 115 mil residências. Muitos têm restrições em verticalizar as habitações, fazer prédios de 15, 20, 30 andares. Suspeitam que isto traga enormes prejuízos ao meio

LEI MUNICIPAL DA INOVAÇÃO


Nos idos de 2008, estive absorvido durante horas, de dia e perpassando as noites, preocupado com o PMF2012, a Reforma Administrativa da Prefeitura de Florianópolis. Reuni um grupo de técnicos para debater os problemas da cidade e a partir dos diagnósticos, montamos um conjunto de Secretarias e Empresas para gerenciar os projetos e as demandas

ESTRUTURA ORGANICA DO ESTADO – DINHEIRO NO RALO


Há várias maneiras de um Governo desperdiçar dinheiro público – ser tolerante com a corrupção ou ser perdulário com a criação de órgãos públicos desnecessários. Santa Catarina não tolera a corrupção embora, pipoquem aqui e ali, exemplos negativos de ações nefastas por parte de dirigentes públicos. Quanto ao esbanjamento de recursos públicos “legais” há exemplos